quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Museu TAM de portas Abertas! E com site novo...


Com mais de 20.000 m2 de área e com a chancela de ser o maior museu de aviação do mundo mantido por uma companhia aérea privada. O museu TAM foi criado da restauração de um antigo monomotor Cessna dos irmãos Amaro, o qual os inspirou na realização do sonho de preservar a memória da aviação e de homenagear um homem que há mais de 100 anos sonhou que podia voar. Seu trabalho árduo e persistente o levou a concretização do que é hoje um dos transportes mais modernos do mundo. Hoje contamos com mais de 90 aeronaves entre pioneiros, clássicos, jatos e caças, a maioria em plenas condições de vôo, além de simuladores, túnel multimídia, Espaço TAM Kids, Espaço propulsão, Torre de Controle, Espaço Moda e uma ala dedicada exclusivamente a trajetória evolutiva da própria TAM é entrar em um túnel do tempo com destino a  uma experiência única ao passado na qual fazemos questão de guiá-lo.

O museu TAM também disponibiliza os seguintes serviços:
Loja
A história da aviação para você levar pra casa. Não deixe de passar na loja de souvenires do Museu TAM e conhecer nossos produtos.
Auditório
Temos auditório com modernas instalações e equipamentos para palestras, eventos e shows, com capacidade para até 300 lugares.
Lanchonete
São tantas atrações no Museu TAM, que você não verá a hora passar. E se a fome bater, aproveite nossa lanchonete e continue o passeio.

Acesse agora o site do Museu TAM

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Tributo ao Concorde. Para Relembrar!


O Concorde foi um dos dois aviões supersônicos de passageiros que operaram na história da aviação comercial, sendo o outro o soviético Tupolev Tu-144. Possuía uma velocidade de cruzeiro de Mach 2.04 (algo entre 2.346 km/h e 2.652 km/h), e um teto operacional de 17.700 metros de altura (aproximadamente 58.070 pés). Voos comerciais começaram em 21 de janeiro de 1976 e terminaram em 24 de outubro de 2003. Foi operado apenas pela companhia britânica British Airways e pela companhia francesa

O serviço de passageiros no Concorde permaneceu sem acidentes por cerca de 24 anos, atendendo regularmente, além de Nova Iorque e Washington, as cidades de Miami, Caracas, Ilha de Santa Maria, Dakar, Bahrain, Cingapura,Cidade do México e Rio de Janeiro. Ao longo destes anos, o avião rodou o mundo nas duas direções, visitando todos continentes, exceto a Antártica. Porém, em 25 de julho de 2000, um Concorde da Air France acidentou-se (com perda total) por causa de uma peça de um DC-10 da Continental Airlines que estava no meio da pista e havia decolado 5 minutos antes do Concorde, causando a paralisação de toda a frota francesa e britânica. Este acidente foi o começo do fim para o Concorde.
Após o acidente, o Concorde sofreu algumas modificações e 15 meses depois do acidente ele voltou ao serviço de passageiros. Porém, em 10 de abril de 2003, Air France e British Airways decidiram juntas encerrar os voos comerciais do Concorde. A Air France encerrou os vôos do Concorde em 31 de maio de 2003 enquanto que a British Airways encerrou os voos em 24 de outubro do mesmo ano.
O último voo oficial do Concorde foi dado a cabo por um British Airways Concorde, em 26 de novembro de 2003 para a sua casa natal (Filton/Inglaterra), em que foram realizadas homenagens ao Concorde, como o movimento do "Bico" (Levantamento e Baixamento), logo depois seus motores foram desligados fechando um dos mais gloriosos capítulos da aviação.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Com dois anos de atraso, novo Boeing 787 faz seu primeiro voo teste


SEATTLE, Estados Unidos - Com mais de dois anos de atraso, o revolucionário novo avião da Boeing, o 787 Dreamliner, decolou nesta terça-feira 15/12 para seu primeiro voo teste. Os pilotos Michael Carriker e Randall Neville fizeram uma série de testes básicos e checagem de sistemas no voo, que deve durar quatro horas.
O lançamento do primeiro voo foi adiado cinco vezes nos últimos dois anos. A expectativa agora é que a primeira entrega - prevista inicialmente para 2008 - seja feita no fim de 2010, para a japonesa All Nipon Airways.
A aeronave é feita com materiais compostos, que são mais leves que o alumínio, que compõe a fuselagem de aviões comerciais tradicionais. Com isso, é possível ter um consumo 20% menor de combustível. A eficiência no consumo de combustível tem grande apelo entre companhias aéreas, que nos últimos anos têm enfrentado dificuldades com a volatilidade de preços.
Além disso, a Boeing afirma que os materiais compostos não entram em fadiga e por isso precisam de menos checagens de manutenção. A companhia afirma que os custos de um 787 são 30% menores do que uma aeronave comum.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Negociação para compra do caça Rafale está avançada


PARIS, França — As negociações para a eventual compra pelo Brasil de 36 aviões caça franceses Rafale estão "muito avançadas", confirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em uma entrevista exibida neste domingo, horas antes do início da visita do presidente francês Nicolas Sarkozy a Brasília.

Em entrevista, o presidente Lula deu a entender a preferência pelo avião francês em relação aos concorrentes sueco e americano, em especial pela transferência de tecnologia aceita por Paris.

"O que posso dizer é que nossas discussões estão muito avançadas e penso que chegaremos a bom termo com a França", confirmou o presidente Lula.

sábado, 1 de agosto de 2009

O Sonho de Voar!

PELO AR


Voar sempre foi um dos grandes sonhos da humanidade. Primeiro vieram os balões, no final do século 18, que ganhavam os céus graças à utilização de gases mais leves que o ar, como hidrogênio e hélio. Em 1900, o conde alemão Ferdinand von Zeppelin ia mais além. O nome soa familiar? Pois é: foi o conde que inventou o zepelim, um enorme dirigível, feito de metal e cheio de hidrogênio.
Três anos depois, em 1903, os irmãos americanos Wilbur e Orville Wright deram um vôo ainda mais alto. Eles conseguiram manter uma embarcação por 59 segundos no ar. Era um avião primitivo, que foi lançado por uma espécie de catapulta. Mas quem conseguiu pilotar um avião pela primeira vez, sem rampas nem empurrõezinhos, foi o brasileiro Alberto Santos Dumont, em 1906. Isso foi na França e o nome do avião era 14-Bis.
Até hoje, americanos e brasileiros disputam o título de inventor do avião. Para eles, foram os irmãos Wright. Para nós, Santos Dumont. A verdade é que a invenção do brasileiro foi mais eficiente, porque voou por conta própria, só com o motor. A deles...

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Curiosidade!

Este é o Avião CRI CRI!





Medindo apenas 5 metros de asa por 4 de comprimento, possui 2 versões, o MC-10 que voa a 170 Km/h com alcance de voo de 750 Km e o MC-12 que voa a 185 Km/h com alcance de voo de 500 Km. Sendo o menor avião.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Para relembrar!



Para Relembrar!

A Panair do Brasil S.A. foi uma das companhias aéreas pioneiras do país. Nasceu como subsidiária de uma empresa norte-americana, a NYRBA (New York-Rio-Buenos Aires), em 1929. Incorporada pela Pan Am em 1930, teve seu nome modificado de Nyrba do Brasil para Panair do Brasil, em referência à empresa controladora (Pan American Airways).

Por décadas dominou o setor de aviação no Brasil. Encerrou suas atividades abruptamente em 1965, por determinação do governo militar na era JK.

Até 1942, 100% de suas ações estiveram em poder dos controladores Norte-Americanos, que então começaram a vendê-las para empresários brasileiros. Em 10 de fevereiro de 1965 a empresa foi comunicada pelo Governo Federal através de um ato assinado pelo ministro da Aeronáutica Eduardo Gomes da cassação de seu certificado de operação, ao mesmo tempo que repassava suas linhas internacionais para a Cruzeiro e para a Varig.

A alegação das autoridades governamentais era que a companhia era devedora da União e de diversos fornecedores. Muitos de seus ex-funcionários e mesmo autoridades consideram tal ato uma arbitrariedade, comum em regimes de exceção aos quais o País estava submetido a época. Justificam-se estes com base em documentos daquele ano, que indicariam que, dentre todas as empresas áereas brasileiras, a Panair era a que possuía o menor montante devido ao Governo Federal.

Obs. Um filme foi lançado em 2007 contando a história da Panair.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Aeroporto Saint Martin

Vídeo Incrível de Aterrissagem no Aeroporto de Saint Martin.

video

Aeroporto Saint Martin



Aeroporto de Saint Martin

São Martinho (francês: Saint-Martin; neerlandês: Sint Maarten) é uma ilha do nordeste das Antilhas localizada 250 km ao norte do arquipélago de Guadalupe e 240 km a leste de Porto Rico. Seu território é compartilhado por dois países:


A ilha contém um aeroporto internacional, o Aeroporto Internacional Princesa Juliana, de ICAO TNCM, no lado holandês.

Esse aeroporto é muito famoso porque uma de suas cabeceiras, a 09, fica bem próxima a uma pequena praia (Maho Beach - Praia Maho) e grandes aeronaves operam naquele aeroporto (como o Boeing 747-400 (KLM), Airbus A340-300 (Air France), Boeing 727-200 (Amerijet), Boeing 757-200 (American Airlines, Continental Airlines, U.S. Airways), etc.) passam muito baixo por conta das operações de pouso.



O Airbus A380, desenvolvido e construído pela Airbus S.A.S. (EADS Systems), é o maior avião comercial de passageiros da história. O avião, chamado frequentemente de Superjumbo, fez seu primeiro vôo experimental em 27 de Abril de 2005 em Toulouse, França.

O A380 consumiu mais de dez anos e cerca de 12 bilhões de euros (R$ 35,1 bilhões) para ser desenvolvido.

A380 no Brasil

Pouso do A380 no Aeroporto de Guarulhos

A estréia do gigante em aeroportos brasileiros aconteceu no dia 10 de Dezembro de 2007 no Aeroporto Internacional de Guarulhos em SP, vindo de Buenos Aires onde se apresentou à Aerolineas Argentinas que adquiriu 3 aeronaves. No primeiro dia da visita, foi demonstrado o interior do A380 para convidados, e deixando pasmos todos os passageiros e funcionários do GRU. A aeronave fez um vôo de demonstração para jornalistas e empresários no dia 11 de Dezembro até a cidade de Curitiba no Aeroporto Internacional Afonso Pena (sem executar procedimentos de aproximação e pouso, permanecendo no marcador externo da terminal CWB) em um total de 1 hora e 50 minutos. Várias companhias (Emirates/Lufthansa/Air France/British Airways) que fazem uso do Aeroporto de Guarulhos demonstraram interesse em operá-lo em suas rotas para o Brasil, porém serão necessárias alterações nas pistas de taxi e fingers, sendo que segundo as mesmas, dificilmente será objeto de utilização antes de 2011.